Autonomia: a força transformadora!

Posts autonomia - Roberta Sanzi

EXERCER A AUTONOMIA é ser dono de seus próprios sentimentos, de suas próprias atitudes!

É um termo de origem grega, que significa aquele que estabelece suas próprias leis. A palavra vem de auto, que significa “por si mesmo” e nomos, que significa “lei”. Para a filosofia, autonomia é um conceito que determina a liberdade do indivíduo em gerir livremente a sua vida, realizando e vivenciando as suas próprias escolhas.

Autonomia é uma CONDIÇÃO! Como a autonomia é uma condição, ela acontece na ação prática e não apenas na consciência dos indivíduos. Sua construção envolve 2 aspectos:

  1. A LIBERDADE PARA CONCEBER, imaginar e criar.
  2. A CAPACIDADE DE REALIZAR. De colocar em prática.

Você consegue exercer a sua autonomia? Você já percebeu se existe alguma área na sua vida em que os seus comportamentos se repetem? E você tem aquela sensação de que poderia ter feito algo diferente? Talvez ali você não esteja conseguindo exercer a sua autonomia! Pode ser que você:

  •  Tenha dificuldade em tomar decisões cotidianas sem pedir muitos conselhos para outros;
  • Precise que outros assumam responsabilidade pela grande parte das decisões em várias áreas de sua vida;
  • Tenha dificuldade em manifestar desacordo com outros devido a medo de perder apoio ou aprovação.

Se você não consegue exercer sua autonomia pode ser que:

  • Você apresente dificuldade em iniciar projetos ou fazer coisas por conta própria;
  • Vai a extremos para obter carinho e apoio de outros.

Você conhece as “CORRENTES”que te impedem de exercer a autonomia? Elas te limitam em sua qualidade de vida e bem-estar! AS BARREIRAS, não são os limites reais que temos na vida, mas os limites que criamos e aceitamos como verdade.

Existem TRÊS BARREIRAS que podem te impedir de ir além:

  1. Não saber lidar com as emoções desconfortáveis: Muitas vezes você pode se deixar dominar por emoções desconfortáveis como o: medo, culpa, vergonha, tristeza. Você fica paralisado internamente, pode até continuar com as ações, mas internamente parece que houve um bloqueio. Ter consciência e clareza nestes momentos pode te ajudar a construir um novo caminho usando a sua autonomia!
  2. Não saber lidar com o desejo de aprovação: Muitas vezes você fica buscando a aprovação constante do outro, que o parceiro, colega, amigo ou filho ache maravilhoso o que você está fazendo, criando ou pensando. E quando isso não acontece você PARA! O desejo de aprovação faz parte da natureza humana, mas é essencial você perceber em qual momento esta necessidade pode interferir no exercício da sua autonomia. Talvez desejar aprovação sempre pode limitar a sua vida!
  3. Não querer correr riscos: Muitas vezes o medo de correr riscos trava a sua inteligência, bloqueia suas habilidades e enterra seus projetos de vida. Já dizia Augusto Cury: “O medo de correr riscos bloqueia a inventividade, a liberdade, a ousadia. ” O medo de correr riscos é na verdade o medo de se colocar em um estado de insegurança. Só que viver é correr riscos, é importante se lançar nas oportunidades para conseguir libertar-se e ser feliz! Já é tempo de superar o medo de correr riscos. É tempo de caminhar sem medo de se perder!

Você sabia que o contrário de autonomia é dependência ou submissão? E viver na dependência ou submissão é viver em condições que limitam ou anulam a sua possibilidade de ser autônomo! A Dependência Emocional é um BLOQUEADOR da sua autonomia!

Chega um dia que você não pode mais permanecer sob tutela emocional de outro. No dia em que percebe isso entende os conceitos de Liberdade e Responsabilidade. Aqui, você começa a alcançar a sua maioridade emocional.

Como exercer a AUTONOMIA EMOCIONAL em 3 passos

1|Deixe de lado a culpa e pratique a RESPONSABILIDADE: Não permita que o MEDO ou a insegurança te paralise na busca de novos desafios e na realização dos seus sonhos. Perde a si mesmo e seja gentil consigo mesmo constantemente. O sentimento de culpa está constantemente acompanhando o dependente, se sinta responsável pelos seus erros, ações e também pelo seu sonho e felicidad

2|Solte o problema e encontre SOLUÇÕES: Não permita a si mesmo ficar preso ao PROBLEMA. O problema não é o erro, fracasso, dificuldade, o real problema é a sua atitude frente a qualquer um deles. Então seja objetivo e direto, perceba que eles são obstáculos temporários e foque sua energia em algo de valor.

3|Seja grato pelos aprendizados e reconheça o seu VALOR: Reconheça o seu valor-próprio e trabalhe para aumentar a  AUTOESTIMA, que pode ser melhorada com o foco em pensamentos positivos sobre si mesmo. Perceba as suas conquistas, estabeleça metas e objetivos. E o mais importante depois disso é: aceite as suas decisões e observe a sua capacidade de fazer o que é melhor para você.

Autonomia significa fazer as próprias regras de vida! Um pessoa autônoma é quem decide o que é melhor para si sob diversos aspectos. Autonomia não implica prescindir do outro nas relações humanas, mas aponta na direção da clareza com se decide qual a melhor forma de se viver a própria vida.

 A autonomia é uma conquista diária! É entrar no palco da sua própria existência e assumir o enredo da sua própria história!! Comece AGORA exercer a sua autonomia. Afinal, VOCÊ PODE MAIS!

Grande Abraço, Roberta Sanzi

2

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *