Meu passado não é igual ao meu futuro

Meu passado não é igual ao meu futuro

Uma das coisas que aprendi na minha trajetória é que ficar revivendo e recriando o passado não gera progresso!

Estudando mais a fundo acabei descobrindo uma condição chamada Síndrome do Espelho Retrovisor (SER), criada pelo Hal Erold. Ele refere que a nossa mente é equipada com um espelho retrovisor auto limitador, e por isso que é muito comum ficarmos vivendo e recriando o passado continuamente.

Todo mundo já passou por algo na vida. Uma perda, um erro fatal, uma decisão incoerente, um término de um relacionamento. Mas a verdade é que ficar pesando nessa situação só faz a gente perder energia, tempo e produtividade. Ficamos patinando e não conseguimos continuar. Não valorizamos o que temos, o que conseguimos ou o que possuímos. E tudo por causa de… lembranças! Com a bagagem velha e desgastada, carregamos estresse, medo e preocupação de ontem para o dia de hoje.

Viver com pensamentos negativos recorrente acaba viciando olhar para o que não está funcionando e isso drena sua energia! Há muitas pessoas que vivem ancoradas em momentos do passado que já não existem; isso impede que elas vivam sua realidade, desfrutem do presente e pensem no seu futuro.

Viver no passado atrapalha os seus sonhos e metas, além de afastar pessoas da sua vida.

Você já se deu conta que as experiências já vividas perdem sua capacidade sufocante quando quando paramos de concentrar nossa atenção nelas?

Por isso é importante olhar adiante, cabeça erguida seguir caminho. Porque a lamentação, sofrimento, tormento, dor, amargura, devem ter fim. É preciso buscar sua capacidade de superação e construir uma nova.

O maior equívoco é se apegar ao que passou e deixar passar tudo que há para viver!

Só quem já enfrentou uma situação assim sabe como é torturante ficar se questionando sobre decisões de anos atrás que não foram acertadas. Ficar assistindo a repetição de um filme que já passou dos erros de sua vida não leva a lugar algum, ou melhor, leva sim, no fundo do poço.

Mas o que fazer com o passado?

Primeiro, temos de evitar que o passado se transforme no nosso presente. Segundo, ao olhar para o passado temos que exercitar o perdão. Infelizmente não podemos mudar o que erramos ou o que erraram contra nós.

Se quer ir além de seu passado você deve transcender suas limitações, deve parar de olhar para trás e começar a imaginar uma vida de possibilidades ilimitadas. Aceite o paradigma: meu passado não é igual ao meu futuro!

LIBERTE-SE DO PASSADO |NOVO E-BOOK GRATUITO| JÁ BAIXOU?|

Ebook_Site_01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *